CIR 01.jpg

LIFTING FACIAL

Com o passar da idade os tecidos da face sofrem uma queda pela perda de sustentação e reabsorção das estruturas, o que as pacientes geralmente relatam como “face derretida”, e as principais queixas são bigode chinês, linhas de marionete e bochecha de buldogue.


No lifting facial (ritidoplastia) são realizados diversos procedimentos: reposicionamento dos tecidos com volumização nas áreas certas, retirada do excesso de pele, tratamento dos sulcos e algumas rugas. Isso devolve uma aparência mais juvenil e mantém uma beleza natural. Também é possível tratar a flacidez cervical. Alguns procedimentos podem ser associados, como lipoaspiração, lipoenxertia da face, peeling, blefaroplastia e mentoplastia (cirurgia do queixo).


A extensão da cicatriz varia conforme o caso, mas em geral contorna a orelha e fica muito discreta. Pode ser necessário outra pequena cicatriz abaixo do mento (queixo) para corrigir as bandas platismais.

 

BLEFAROPLASTIA

Conhecida como cirurgia das pálpebras, a cirurgia retira o excesso de pele e bolsas de gordura, resultando em um olhar mais descansado e juvenil. A região ao redor dos olhos é considerada o primeiro local a mostrar sinais de envelhecimento, por isso a blefaroplastia causa grande impacto no rejuvenescimento facial. Pode ser realizada nas pálpebras superiores, inferiores ou ambas. Quando necessário também é possível reposicionar a pálpebra inferior que tende a ficar frouxa com a idade.

 

Os primeiros 3-5 dias exigem repouso relativo, principalmente pelo edema e equimose, que regridem em torno de 10-14 dias. Alguns cuidados importantes como dormir com a cabeceira elevada e compressas geladas são fundamentais e ajudam a acelerar a recuperação, drenagem linfática facial também pode ser realizada. Atividades físicas podem ser retomadas em média com 21 dias. 

CIR 02.jpg
 
CIR 03.jpg

BICHECTOMIA

A bichectomia ficou bastante conhecida nos últimos tempos por afinar o rosto. Na cirurgia a gordura ou bola de Bichat (bolsas de gorduras presentes uma em cada lado da boca) é removida por uma incisão intraoral, resultando em um rosto mais afinado.

 

Porém, é importante lembrar que este procedimento tem indicação específica para pessoas em que a gordura de bichat realmente se projeta para a frente e possuem um rosto bastante oval. Dito isto, a cirurgia não deve ser realizada apenas para ficar com o rosto magro, pois pode causar o envelhecimento mais rápido do rosto.

 

CIRURGIA DAS ORELHAS

A otoplastia é a cirurgia para correção das orelhas proeminentes ou em abano. Esta alteração pode causar estigmas e baixa autoestima, por isso pode ser corrigida ainda na infância, após o completo desenvolvimento da cartilagem, por volta dos 7 anos de idade.

 

Ocorre por uma deformidade na cartilagem da orelha, geralmente o sulco está apagado ou a concha hipertrofiada, levando a uma orelha mais reta, aberta e afastada da cabeça. No pós-operatório é necessário o uso de uma faixa por 30 dias. As atividades diárias podem ser retomadas com 5 dias, mas as atividades físicas somente após retirar a faixa.

 

Outra cirurgia da orelha é a lobuloplastia, feita para corrigir deformidades no lóbulo das orelhas, como lesões traumáticas por brincos/alargadores que podem ser incompletas ou completas (quando “rasgam” a orelha). Para lóbulos flácidos ainda pode ser feita lipoenxertia ou uso de ácido hialurônico.

CIR 04.jpg
 
CIR 05.jpg

RINOPLASTIA E SEPTOPLASTIA

A cirurgia do nariz pode ser realizada por queixa estética e/ou funcional,ela corrige desde pequenos detalhes estéticos (como aumentar ou diminuir, dar projeção à ponta, afinar e até diminuir a giba óssea ou o “calo do nariz”) até problemas estruturais complexos que prejudicam a respiração. A septoplastia para correção do desvio de septo é a associação mais comumente associado a estética.

 

O formato de nariz alcançado com a cirurgia vai variar de paciente para paciente, já que não existe um nariz padrão perfeito, é muito importante preservar as proporções e a harmonia do rosto.

 

A recuperação é rápida e tranquila, edema (inchaço) e equimose (roxo) podem estar presentes na primeira semana mas desaparecem com os dias. As atividades diárias podem ser retomadas após a primeira semana, mas atividade física intensa deve aguardar pelo menos 30 dias.

 

O resultado alcançado depende da complexidade de cada caso, mas em geral o nariz fica mais harmônico. Importante lembrar que o resultado ficará mais próximo do ideal por volta dos 3 meses, e o resultado final se dará em torno dos 12 meses.

 

ABDOMINOPLASTIA E MINIABDOMINOPLASTIA

Esta cirurgia é indicada para pessoas que apresentam flacidez abdominal, geralmente após perda de peso ou gestação.

 

A Abdominoplastia ou dermolipectomia visa remover o excesso de pele, de gordura e corrigir a diástase abdominal, levando a uma melhora do contorno corporal. A diástase dos músculos retos abdominais ocorre quando os músculos estão mais separados, deixando o abdome mais protuso, o que ocorre principalmente após a gestação. A lipoaspiração ou lipoescultura pode ser associada, melhorando ainda mais o contorno.

 

A cicatriz fica posicionada na parte inferior do abdome, sendo “escondida” pela roupa íntima, e ao redor do umbigo.

 

O uso da malha deve ser feito por 30 dias. Após cerca de 14 dias já é possível retornar as atividades diárias, atividade física tem retorno gradual após 30-45 dias.

 

A mini abdominoplastia é indicada para casos de flacidez e excesso de pele leve, na região do abdome inferior (abaixo do umbigo). Neste caso não tem cicatriz no umbigo, e a cicatriz da parte inferior do abdome é menos extensa.

CIR 06.jpg
 
CIR 07.jpg

LIPOASPIRAÇÃO E/OU LIPOESCULTURA

A lipoaspiração é indicada para remoção de gordura localizada e melhora do contorno corporal. Pode ser realizada em diversas áreas como abdome, flancos, costas, braços, coxas, mento (papada), joelho. Importante ressaltar que não é um procedimento para emagrecer, deve ser realizado quando a pessoa ja se encontra no peso ideal, com isso o resultado será muito melhor.

 

Atualmente se fala muito em lipoHD ou lipo 3D, que é a mesma lipoaspiração porém realizada com técnica e marcação pré-operatória específica, na qual é possível salientar mais certas depressões do contorno, como se fosse um jogo de sombras, marcando mais o corpo do paciente. A indicação e o nível de definição deve ser avaliado caso a caso, para ficar harmônico com todo corpo.

 

Também é possível associar o uso do Laser na lipoaspiração, o laser “derrete” a gordura facilitando sua retirada, diminui o trauma aos tecidos e com isso diminui o risco de sangramento, gera uma melhor retração da pele por agir nos planos profundo (menos flacidez nos pós-operatório). Além de uma recuperação mais rápida e menos dolorosa.

 

A gordura retirada na lipoaspiração pode ser reposicionada em outras partes do corpo, para proporcionar maior volume, como no glúteo (lipoescultura). Também pode ser utilizada para preencher sulcos de expressão (face) ou depressões da pele. Antes de ser utilizada a gordura passa por técnicas de preparo. Como é um material do corpo do próprio paciente não há rejeição do corpo ao material injetado. 

 

MAMOPLASTIA DE AUMENTO

A mamoplastia de aumento utiliza implantes de silicone para dar volume ou restaurar o volume mamário perdido após gestação ou a perda de peso, além de ser indicada para alguns casos de assimetria mamária.

 

Cada paciente é única, por isso a prótese da sua amiga pode não ser a ideal para você. Existem muitas variáveis como formato (redondo ou anatômico/gota), perfil (moderado, alto e super alto), posição da prótese (subglandular, subfascial ou submuscular) e da cicatriz (no sulco inframamário, ao redor da aréola ou na região axilar). Por isso a escolha do ideal para cada paciente deve ser avaliado em conjunto, após exame físico e de certas medidas corporais.

 

O tempo de recuperação varia de acordo com a técnica escolhida e a associação ou não de outros procedimento. Em média é indicado 5 dias de repouso relativo e retorno das atividade físicas após 30 dias. O fast track recovery ou recuperação rápida é muito comentado atualmente, mas ele tem indicações específicas, converse sempre com seu médico.

CIR 08.jpg
 
CIR 09.jpg

MAMOPLASTIA REDUTORA

Esta cirurgia é indicada para aquelas mulheres que desejam reduzir o tamanho das mamas. Geralmente estas pacientes se queixam do tamanho, volume, dor nos ombros e/ou costas, e mamas caídas.

 

A cirurgia retira o tecido mamário em excesso e reposiciona a aréola na altura ideal. O tamanho da cicatriz depende de cada caso, mamas maiores terão cicatrizes maiores. Geralmente a cicatriz fica ao redor da aréola, desce até o sulco inframamário e se estende pelo sulco, conhecida como cicatriz em T invertido.

 

Na recuperação é necessário o uso do sutiã cirúrgico por 30 dias. Repouso relativo deve ser feito por 7 dias e retorno das atividade físicas após 30 dias.

 

MASTOPEXIA

Conhecida como lifting das mamas, esta cirurgia é indicada para aquelas mulheres que desejam tratar a flacidez, sem diminuir o volume. É muito semelhante a mamoplastia redutora porém sem diminuir o volume.

 

O uso de prótese pode ser associado, nas pacientes que além de tratar a flacidez desejam aumentar o volume e ter uma mama com mais consistência.

 

A cicatriz depende do grau de flacidez, pode ser somente ao redor da aréola, aréola até o sulco infra mamário ou em T invertido.

 

Na recuperação é necessário o uso do sutiã cirúrgico por 30 dias. Repouso relativo deve ser feito por 7 dias e retorno das atividade físicas após 30 dias.

CIR 10.jpg
 
CIR 11.jpg

GINECOMASTIA

O aumento do volume mamário nos homens é chamado de ginecomastia. Esta alteração pode ter várias causa, como distúrbios crônicos, hormonais e causas fisiológicas. É mais comum em adolescentes, mas também pode ocorrer em adultos ou idosos.

 

O aumento pode ser na glândula, na gordura que envolve a glândula (pseudoginecomastia) ou em ambas. O paciente também pode se queixar de assimetria (mamas diferentes) e ter ou não excesso de pele associado. Existem cirurgias específicas para cada alteração, as opções de tratamento incluem lipoaspiração; remoção cirúrgica da glândula; retirada de pele excedente.

 

LIFTING DE BRAÇOS

Também conhecida como braquioplastia, a cirurgia visa remover o excesso de pele e gordura entre a axila e o cotovelo, aquele pela flacida do “tchauzinho”, modelando e tonificando o braço.

 

É indicado para pessoas que tiveram grande perda de peso ou que apenas estão insatisfeitas com o excesso de pele da região. A cicatriz varia conforme a necessidade de retirada de pele, pode ser somente na região axilar, ou se extender até o cotovelo e em alguns casos na região lateral do tórax.

CIR 12.jpg
 
CIR 13.jpg

LIFTING DE COXAS

Também conhecida como cruroplastia, é um procedimento cirúrgico que visa remover o excesso de pele e gordura da região das coxas.

 

Geralmente é indicada para pessoas que passaram por cirurgia bariátrica e tiveram grande perda de peso, resultando em excesso de pele na região. A cicatriz depende de cada caso, mas geralmente está localizada na região inguinal (virilha) e parte medial da coxa.

 

NINFOPLASTIA CIRURGIA ÍNTIMA

A cirurgia íntima ou ninfoplastia corrige a forma e o volume tanto dos pequenos quanto dos grandes lábios do órgão genital feminino, prezando pela beleza e funcionalidade da região.

 

Algumas mulheres se queixam de dor ou desconforto ao usar roupas justas ou durante a atividade sexual, dificuldade de higiene. As alterações podem ter origens genéticas, patológicas, ser decorrente do uso de medicamentos ou de traumas, por exemplo, sucessivos partos. Cada caso exigirá procedimentos específicos, que costumam ter um índice de satisfação muito alto.

 

Os diferentes procedimentos que podem ser realizados são labioplastia (diminui o volume/tamanho dos pequenos lábios), enxertia de gordura (nos grandes lábios), lipoaspiração na região do púbis (monte de vênus).

 

Repouso deve ser mantido por cerca de 5 dias. As atividades físicas e sexuais podem ser retomadas após 30 dias. 

CIR 14.jpg
 
CIR 15.jpg

CORREÇÕES DE CICATRIZES

A correção de cicatriz visa melhorar a aparência de uma cicatriz aparente. O procedimento é superficial, rápido e de pequeno porte, podendo ser realizado direto no consultório.

 

É indicado para pessoas que possuem cicatrizes alargadas, elevadas, rosáceas, com o aspecto indesejável.

 

Também pode ser indicada em casos de cicatriz hipertrófica ou queloideanas, mas nestes casos é importante a associação de outros tratamento além da remoção da cicatriz, para evitar recidiva. Estes casos geralmente apresentam coceira ou dor que melhora com o tratamento adequado.

 

PEQUENAS CIRURGIAS • LESÕES CUTÂNEAS

Estas cirurgias pequenas, para retirada de lesões de pele benignas ou malignas, geralmente podem ser realizadas em consultório. As características de cada patologia devem ser respeitadas, buscando melhor resultado estético e funcional.

 

Lesões que podem ser tratadas: nevo (pinta comum), cisto sebáceo, câncer de pele (CBC, CEC, melanoma), entre outros.

CIR 16.jpg